ToiroAzul_capa

O Toiro Azul

____

Já alguma vez viste um toiro azul? Sabes se há toiros azuis? Se já os viste ou se acreditas que existem, sabes como é que terão ficado dessa cor? E, se misturarmos todas as cores, sabes o que é que acontece aos toiros
azuis? Esta é uma história divertida que nos mostra um mundo cheio de possibilidades onde as coisas não têm
de ser sempre da mesma forma. Podemos ser aquilo que desejarmos e da cor que quisermos.

texto: Manuela Costa Ribeiro

ilustração: Gonçalo Viana

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

LivroMedos_capa

Livro dos Medos

____

Martim-Sem-Dentes é um nome que faz rir ou sorrir crianças e adultos. Mas começou por ser o nome de um
dos muitos medos da Carolina; da pequena e corajosa Carolina, que, com a ajuda da mãe, e com o engenho e a arte da imaginação e do riso, soube vencer todos os medos que viviam no seu quarto.

Menção Especial no Prémio Nacional de Ilustração em 2010

texto: Adélia Carvalho

ilustração: Marta Madureira

nr. páginas: 20

dimensões: 22.5cm x 24.5cm

inocenciafacas_capa

A Inocência das Facas

____

A Inocência das Facas é um livro que explora temas sempre atuais como a violência de género, os preconceitos e os desencontros de diverso tipo entre as pessoas. Um livro para ver e pensar temas que muitas vezes nos recusamos a ver e a pensar; uma obra que persegue a construção de um mundo mais civilizado e habitável.

Prémio VIDarte 2015

autores: José Saramago, David Pintor, Filipa Leal, João Vaz de Carvalho, Raquel Patriarca, Cristina Valadas, Manuela Costa Ribeiro, Anabela Dias, Marta Bernardes, Marta Madureira, Manuel Jorge Marmelo, Evelina Oliveira, Adélia Carvalho, Patrícia Figueiredo, Valter Hugo Mãe, Teresa Lima, Inês Fonseca Santos, Alex Gozblau, Emílio Remelhe, Gémeo Luís, Álvaro Magalhães, Maria Remédio, e Afonso Cruz

nr. páginas: 72

dimensões: 33.5cm x 24cm

331449_3_era-uma-vez-um-castelo

Era uma vez um Castelo

____

Nesta história és convidado a entrar num castelo que já foi muito habitado, mas agora não. Com a ajuda de um príncipe, de um dragão, de um sapo, de uma cobra e outros animais, terás de passar por várias torres e salvar uma princesa que está presa pela bruxa amarela. É uma história com muita acção, mas só serás bem-sucedido se tiveres um bom coração.

texto: Adélia Carvalho

ilustração: Cátia Vidinhas

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

cha

Chá, Café e etc.

____

Chá, Café ou Poesia ? Uma interrogação que se substituiu a bordo da aviação do séc. passado em que a Poesia era Laranjada... Assim começou no Estúdio ( caseiro, como a mousse ) a crescer a ideia de criar e improvisar música sob o mote de poesias e prosas sob a égide da mais maravilhosa das bebidas – o Chá- e a mais excitante, o Café.

autores: Rui Reininho, Armando Teixeira e Marta Madureira

nr. páginas: 28

audio-livro: contém cd no interior

dimensões: 22.5cm x 16.5cm

capa_wonderporto-1

WonderPorto

____

Sentada sem fazer nada junto a um rio, Alice avista um coelho que, preocupado e a correr, olha para um relógio e diz a si mesmo que tem de se apressar. Curiosa, como é próprio de qualquer criança, segue o coelho e cai numa toca. Quando sai, Alice depara-se com uma cidade maravilhosa. E agora o que poderá ela fazer nesta cidade? E o coelho por onde andará? Descubra que cidade é esta, e participe nas aventuras e brincadeiras que lhe propomos.
Qualquer semelhança entre este livro e Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, não é pura coincidência.

Destaque no Prémio Nacional de Ilustração de 2015

texto: Adélia Carvalho

ilustração: Cátia Vidinhas

contém atividades no interior

nr. páginas: 48

dimensões: 21cm x 14.5cm

abrigo

Abrigos

____

Maria é uma menina que não gosta de se abrigar da chuva. A caminho da escola vê um sem-abrigo a dormir no passeio. Logo ali inicia uma série de perguntas à mãe sobre o porquê daquele homem não ter uma casa. Como a mãe não lhe consegue dar respostas que a satisfaçam, a pequena Maria resolve desenhar casas e entregá-las a todos os sem-abrigo que encontra; e eles agradecem de um modo muito especial.

texto: Adélia Carvalho

ilustração: Maria Remédio

contém atividades no interior

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

_2

O Rei Vai à Caça

____

De um rei espera-se que seja culto e civilizado, e que saiba apreciar e proteger a natureza; não se espera que se divirta a perseguir e a matar animais, nem que faça birras quando é contrariado. O rei desta narrativa, “que era muito pateta, mancava de uma perna e era careca”, é um desses reis prepotentes e irritantes. Mas um animal muito especial encarregar-se-á de lhe ensinar boas maneiras.

Nomeado para os prémios SPA de 2014

texto: Adélia Carvalho

ilustração: Marta Madureira

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

irmaos

Os Dois Irmãos e a Bruxa

____

Este texto lembra o célebre conto dos Irmãos Grimm Hänsel und Gretel, mas não se pode afirmar que há uma dependência directa e inequívoca do conto português em relação ao texto recolhido e reescrito pelos autores dos Kinder- und Hausmärchen (Contos da Infância e do Lar, 2 vols. 1812, 1815). Em Portugal e na Europa (e não só), são numerosas as versões desta narrativa em que entram dois irmãos e uma velha que é, afinal, uma bruxa que os quer assar e comer, e por isso, pelo menos até ao momento, ninguém pode garantir que se trata da naturalização portuguesa de um dos contos dos Grimm.

texto: Carlos Nogueira

ilustração: Patrícia Figueiredo

coleção: contos da tradição oral

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

cao

Era uma vez um Cão

____

Esta é a história de uma criança que pede ao pai que lhe conte a história de um cão. Mas ele não sabe histórias de cães e por isso começa a propor outras em que entram animais como o leão, o porco, a galinha ou o burro. Destas histórias que o pai inicia nasce, no final, uma história que tem como protagonista um cão. Há, neste livro, portanto, duas histórias: a do pai e do filho que dialogam um com o outro à procura de uma história, e a história dos vários animais que o pai, sempre com humor e recorrendo à fórmula “Era uma vez”, apresenta ao filho.
É uma história, criativa e muito bem ilustrada por João Vaz de Carvalho, que reforça a relação pai/mãe/filho(a), estimula a memorização e constitui um convite quer à leitura ou à audição de boas histórias quer à escrita.

texto: Adélia Carvalho

ilustração: João Vaz de Carvalho

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

OGC_CAPA

O Grande Chefe

____

O Grande Chefe é a história de um líder que governa através do medo, do terror e da mentira. Mas um dia um rapaz descobre que o chefe da aldeia é, afinal, um fraco e um cobarde, e torna-se ele próprio no novo chefe desse pequeno povo que nada conhecia para lá da montanha detrás da qual se escondia.

texto: Carlos Nogueira

ilustração: David Pintor

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

NADAV_CAPA_TCHARAN

Nadav

____

Esta é a história de um menino que se chama Nadav. Ele vive no meio de dois países que andam sempre zangados. Cada um deles diz que o outro lhe tirou um bocado do quintal, e nesse quintal existe um riquíssimo tesouro que lhes pertence. E simplesmente por isso começaram um guerra. Nadav não quer ser soldado, e juntamente com outras crianças põe um plano em acção para terminar com aquela guerra.

texto: Adélia Carvalho

ilustração: Cátia Vidinhas

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

MC_001

Mocho Comi

____

Esta é a história de um lobo que chega a ter um mocho na boca para o comer mas que acaba por deixá-lo fugir, já que o mocho, a princípio inocente e crédulo foi capaz de ultrapassar as suas limitações e vence o lobo. No final em tom irónico e humorístico, o mocho pode dizer:
“– Comeste mocho, compadre? Outro sim, mas não a mim”.
A importância deste conto está também no facto de nos dizer que a literatura oral é muitas vezes injusta para como o lobo; mas tem sido assim para de poder salientar as virtudes e a força dos mais fracos. Este mocho é descuidado, ingénuo, mas rapidamente aprende a ser astuto e irónico.
Em tempo de agressões de toda a espécie à natureza e ao meio ambiente, este Mocho Comi vem provar que os contos de animais podem contribuir para uma maior consciência ecológica.

1º lugar no 3x3 Children’s Illustration 2012, Nova Iorque

texto: Carlos Nogueira

ilustração: Marta Madureira

coleção: Contos da Tradição Oral

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

OLDM_CAPA

Lobo das Meias

____

O Lobo das Meias é uma versão de um conto da tradição oral portuguesa. Esta narrativa opõe um lobo e uma raposa, que, como tantas vezes acontece na tradição oral, se mostra astuta. Mas aqui há uma diferença em relação ao que é a regra nos contos tradicionais: a raposa parte de uma situação de desvantagem e injustiça, uma vez que o lobo a quis prejudicar junto do rei dos Bichos, mas acaba por levar a melhor no final, expondo o Lobo a uma situação ridícula perante os outros animais. Trata-se de um conto cuja moralidade, exposta de modo cómico, é intemporal.


texto: Carlos Nogueira

ilustração: Teresa Cortez

coleção: Contos da Tradição Oral

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm

pais

O País das Pessoas de Pernas para o Ar

____

Fazendo uso do humor e do nonsense, o livro reúne quatro histórias divertidas e com múltiplos significados:
Um país, onde as pessoas vivem de pernas para o ar, que nos é apresentado por um passarinho chamado Fausto.
A vida de um peixinho vermelho que escrevia um livro que a Sara não sabia ler.
Um menino Jesus que não queria ser Deus, pois só queria brincar como as outras crianças.
Um bolo que queria ser comido mas que não foi, por causa do pecado da gula.
Reedição dos textos que Manuel António Pina (Prémio Camões 2011) escreveu em 1973 e se tornaram um marco na literatura infantil portuguesa.
Escrita polémica mas pioneira de um estilo único e ousado no panorama da escrita infantil da época, ainda hoje muito atual.


texto: Manuel António Pina

ilustração: Marta Madureira

nr. páginas: 36

dimensões: 23cm x 21cm

EELDP_CAPA

Elefante em Loja de Porcelanas

____

O que acontece quando um elefante entra numa loja de porcelanas?
A história evoluí de uma situação de pânico para um desfecho que não só faz rir ou sorrir como, ao mesmo tempo, suscita a reflexão ( a propósito, desde logo, dos preconceitos e dos medos tão característicos do ser humano). Esta é uma narrativa em que o leitor se sente motivado a ler cada fala e a descobrir a conclusão. E, a partir dessa conclusão, poderá dar litralmente a volta ao livro, e escrever e ilustrar outra história no espaço reservado para isso, já com desenhos prontos a serem trabalhados com cor e texto.


texto: Adélia Carvalho

ilustração: André da Loba

nr. páginas: 12 abas (livro zig zag)

dimensões: 23cm x 21cm

crocodila

A Crocodila Mandona

____

“A crododila Dalila é muito mandona,
E acorda sempre muito refilona.
Quem quiser atravessar o rio tem de
lhe deixar um bom presente, que ela
aprecie e a deixe contente”.
Assim começa a história da crocodila Dalila, um convite à rima e à imaginação.
Quem quiser continuar a percorrer as página do livro terá que perguntar:
“Senhora crocodila, posso passar?”


texto: Adélia Carvalho

ilustração: Marta Madureira

nr. páginas: 20

dimensões: 23cm x 21cm